Partilhar
Pré-Diagnóstico

Faça um pré-diagnóstico e identifique qual o seu ponto de dor:

Ombro
tórax
anca
punho / mão
joelho
tornozelo / pé
cabeça
coluna cervical
coluna dorsal
coluna lombar
cotovelo
cóccix
cabeça
coluna
cervical
coluna
dorsal
coluna
lombar
cotovelo
cóccix
Clique para rodar o boneco Fisioterapia Lisboa
Cotovelo

Osteocondrite Dissecante do Cotovelo

O que é?

A osteocondrite dissecante do cotovelo é uma causa de dor e limitação funcional do cotovelo que acomete geralmente crianças e adultos jovens (adolescentes), principalmente se praticarem uma actividade física que recrute bastante os membros superiores. 

 

A osteocondrite dissecante é uma lesão em que os fragmentos do osso ou da cartilagem do cotovelo se soltam e flutuam pela articulação, criando corpos livres. Esta lesão é provocada pela perda da irrigação sanguínea no local que leva a necrose avascular do osso subcondral (localizado logo abaixo da cartilagem). Quando não tratado adequadamente podem surgir complicações tardias como a osteoartrite. 

 

O diagnóstico é realizado por intermédio da história clínica e pelos sintomas apresentados pelo paciente, em conjunto com exames complementares de raio x, tomografia computadorizada, ressonância magnética e cintilografia óssea.

 

 

Causas

As principais causas para esta lesão estão relacionadas com movimentos que envolvam força e sobrecarga na articulação do cotovelo e microtraumas repetitivos nos movimentos de rotação, extensão e valgo do cotovelo. Também pode ocorrer em atletas que praticam ginástica olímpica e desportos que remetem ao lançamento de uma bola devido ao gesto desportivo.

 

 

Sinais e Sintomas

Os principais sinais e sintomas são:

  • Dor nos movimentos;
  • Dor à palpação;
  • Bloqueio da articulação;
  • Crepitação;
  • Estalos;
  • Edema;
  • Limitação do movimento de extensão e deformação óssea em casos mais graves. 

 

 

Tratamento

O tratamento tem mais eficácia se iniciado antes do fecho das cartilagens de crescimento. Tem como objectivo restaurar o funcionamento normal da articulação acometida e minimizar a dor, bem como diminuir o risco de evolução para uma osteoartrite. A forma de tratamento irá depender da estabilidade do fragmento e pode ser conservador ou cirúrgico.

 

O tratamento na Fisioterapia Lisboa envolve repouso e Crioterapia numa fase inicial. Posteriormente, iniciam-se alongamentos, exercícios de mobilidade articular e exercícios de fortalecimento. Se for necessário recorrer a cirurgia, os nossos Fisioterapeutas também estarão cá para a sua reabilitação pós-cirurgica.