Partilhar
Pré-Diagnóstico

Faça um pré-diagnóstico e identifique qual o seu ponto de dor:

Ombro
tórax
anca
punho / mão
joelho
tornozelo / pé
cabeça
coluna cervical
coluna dorsal
coluna lombar
cotovelo
cóccix
Ombro
tórax
anca
punho / mão
joelho
tornozelo / pé
Clique para rodar o boneco Fisioterapia Lisboa
Joelho

Entorse do Joelho

A entorse do joelho corresponde a uma lesão ligamentar, num ou mais ligamentos. As entorses variam na sua gravidade, desde ligeira/grau I até uma ruptura total do ligamento/grau III.

 

O joelho é uma das articulações mais complexas do corpo humano, já que tem muita mobilidade e é essencial para a locomoção. Para além de outras estruturas, existem vários ligamentos na articulação do joelho (cruzados e laterais) que têm como função dar estabilidade articular, ou seja, manter o joelho no seu alinhamento e não deixar que as amplitudes de movimento sejam ultrapassadas.

 

A maioria destas entorses envolve o ligamento lateral interno, o ligamento cruzado anterior, sendo mais raras as lesões do ligamento cruzado posterior.

 

 

Sintomas

Os principais sintomas de uma entorse são a incapacidade quase imediata de mover a articulação, causada pela dor e pelo inchaço, por vezes surgindo apenas 1 a 4 horas após o trauma. Contudo, o facto de ser quase imediata não permite concluir que se trata de uma lesão grave, pelo que para um diagnóstico correcto deve ser observado pelo médico e realizados exames complementares de diagnóstico.

 

Alguns pacientes referem que o joelho “cedeu” e pode ser ouvido um “estalo” que sugere fortemente uma ruptura de um dos meniscos, lesão muito associada à entorse. Havendo lesão, há dor e contractura muscular e, muitas vezes, é maior em rupturas parciais de ligamentos, pois ocorre maior activação dos receptores de dor existentes nas estruturas envolvidas.

 

 

Tratamento

Na Fisioterapia Lisboa, o tratamento da entorse é adaptado a cada caso específico, variando de acordo com o ligamento que foi danificado e o grau da lesão.

 

Lesão de graus I e II

Para as entorses classificadas nos graus I e II (as lesões menos graves) os Fisioterapeutas recomendam para a fase aguda:

  • Repouso: O paciente não deve colocar peso sob o joelho nem caminhar com a perna que sofreu a lesão. Esse procedimento ajuda a diminuir o inchaço e quando as dores diminuem, a pessoa pode voltar a fazer pequenos movimentos;
  • Crioterapia: Ao colocar gelo sob a região lesionada, os vasos sanguíneos daquela área terão o seu tamanho reduzido, o que auxilia na diminuição de inchaço, dor e vermelhidão do joelho. A orientação é aplicar gelo durante 15 a 20 minutos, três a quatro vezes por dia;
  • Kinesiologia: Outro método indicado pelo médico após uma entorse pode ser a utilização de kinesiotape ou bandas elásticas. Quando aplicada pelo fisioterapeuta, a banda previne com que o joelho se movimente demasiado, assim como auxilia na absorção do edema;
  • Elevação: Manter o joelho erguido à altura do coração, para reduzir o inchaço;
  • Anti-inflamatórios: A prescrição de medicamentos anti-inflamatórios pelo médico, também pode ser feita para lidar com a dor, inchaço e febre causados pela entorse;
  • Uso de canadianas: As canadianas podem ser utilizadas para que o paciente consiga ficar de pé sem sentir dor;
  • Drenagem: O procedimento de retirada do excesso de fluido do joelho pode fazer com que o tratamento seja mais rápido.

 

Com a evolução da situação e a melhoria dos sintomas, os Fisioterapeutas através de uma avaliação constante, determinarão qual o melhor plano de intervenção a seguir para que o paciente retorne o mais breve possível às suas rotinas habituais.

 

Lesão de grau III

Já para os casos de lesão de grau III (mais grave) que ocorrem no ligamento cruzado anterior ou cruzado posterior, o médico deve reconstruir o ligamento cirurgicamente, pelo que a Fisioterapia será essencial no período pós-cirúrgico.

 

Os Fisioterapeutas da Fisioterapia Lisboa estão disponíveis para o tratamento da sua entorse do joelho!